22 de junho de 2012

“A síndrome de Adão”




Na história da queda do homem, em Gênesis 3, acontece algo que todos nós sempre repetimos. A história diz que, depois que Adão e Eva pecaram, Deus os chamou para conversar como era de costume. Porém, eles não responderam e se esconderam. Então, Deus os chamou novamente, e Adão respondeu que, porque ele estava nu, teve medo e se escondeu. Deus faz duas perguntas para Adão, a primeira é: como ele sabia que estava nu?  E a segunda, se eles haviam comido da árvore do conhecimento do bem e do mal. Note como Adão respondeu à pergunta de Deus, dizendo: “A mulher que tu me deste, me deu o fruto da árvore e comi”. Adão não assume o seu erro. Pelo contrário, joga a culpa sobre Eva, e esta acaba por fazer a mesma coisa.

Depois de analisar este versículo e ver como o ser humano é, percebi que, em várias situações do dia a dia, o ser humano comete o mesmo erro que Adão: joga a culpa no outro. Chamo isso de “síndrome de Adão”.

Infelizmente isso acontece muito nos relacionamentos: família, namoro, estudos, trabalho, amizades, etc. Gostamos de jogar as responsabilidades dos nossos erros sobre os outros. Mas, porque fazemos isso?

As respostas para esta pergunta são várias. Mas o que quero destacar neste texto é o fato de que, quanto mais procurarmos culpados para justificar nosso erro, mais continuaremos errando. Precisamos parar de jogar a culpa sobre os outros e assumir os nossos pecados e erros. Este é o primeiro e maior passo para qualquer mudança em nossa vida.



Um comentário:

  1. Precisamos parar de jogar a culpa sobre os outros e assumir os nossos pecados e erros. Este é o primeiro e maior passo para qualquer mudança em nossa vida.Neste trecho acima é muito chamativo.Gostei muito Bruno.Que Deus te abençoe cada vez mais!
    Rafaela 13Anos da Rede de Adolescentes

    ResponderExcluir