8 de agosto de 2013

Gravidez na Adolescencia



Nossa sociedade brasileira tem se deparado com uma realidade que, durante anos, tem se tornado uma preocupação social do governo, da família e da igreja. Trata-se da gravidez na adolescência.

Quando uma adolescente fica grávida, muitas outras preocupações vêm junto, como a desestrutura emocional, a falta de maturidade dos futuros pais, as necessidades financeiras,  a vida do novo ser e etc.

Diante dessa realidade, os educadores, os lideres e os pais fazem a seguinte pergunta: porque tantas adolescentes ficam grávidas? Qual é o perfil das adolescentes que se engravidam?

A primeira informação importante que ajuda a responder a essas perguntas é que a adolescência tem algumas características que podem ser facilitadoras para a possível gravidez. Como por exemplo:
  •     Mobilização de sentimentos que envolvem medos, dúvidas e desejos.
  •     Alternância de humor, crises de existência e uma noção de tempo particular, em que o amanhã é sempre remoto e os fatos atuais não tem consequências imediatas;
  •     Buscam a emancipação completa na vida adulta, que na verdade é um fortalecimento de uma nova identidade;
Além disso, outros fatores importantes que explicam a gravidez precoce são:
  •      Falta de informação sobre sexualidade por parte da família;
  •     Desejo de ser mãe –  Devido ao histórico familiar e também ao interesse de testar a fertilidade, esse pensamento é muito comum nas classes mais populares;
  •      Envolvimento sexual precoce;
  •      Falta de prevenção através de métodos anticoncepcionais;
Diante de tanta informação, cabe àqueles que lidam diretamente com os adolescentes (pais,educadores, líderes de igreja) agir e prevenir a galera, para que tenhamos uma geração livre de possíveis traumas que acabe perdendo parte dessa fase tão maravilhosa da vida. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou do tema? Comente!