10 de outubro de 2014

Como iniciar um pequeno grupo ou uma célula de Adolescentes?


Todo bom líder de adolescente quer sempre saber o que fazer para melhorar sua liderança. Daí surge várias ideias e também muitas perguntas sobre como e o que fazer para que os adolescentes cresçam mais na fé e estabeleçam raízes de amizades uns com os outros.

Uma das maneiras de ajudar os adolescentes é através de um pequeno grupo ou também conhecido como célula. Essa maneira de liderar é bem simples e ao mesmo tempo atraente. Porém, apesar de simples, muitos lideres esbarram no inicio, principalmente nas reuniões com adolescentes.

Gostaria de sugerir algumas ideias que ajudaram todo líder que quer iniciar um pequeno grupo ou célula e consequentemente que o grupo dê certo.

A primeira coisa que todo líder precisa se preocupar é com o local e horário, eles devem ser bem definidos e de fácil acesso. Outro ponto muito importante, é que o líder não deve se preocupar com o número baixo no inicio ou com aqueles que não têm muito compromisso com as reuniões. Caminhe baseado na convicção que Deus colocou no coração e nos sonhos para cada adolescente.

Os estudos são outro ponto fundamental para um bom inicio das reuniões. Eles devem ser dados com uma linguagem mais direta (simples) possível, com assuntos pertinentes para a idade, e também dinâmicos (evite ficar só lendo o estudo), procure usar elementos extras, como dinâmicas, debates, imagens, vídeos, jogos para ajudar na fixação do estudo.

O segredo do pequeno grupo de adolescente não está somente nas reuniões, mas nos momentos extras (confraternizações, bate-papo, dinâmicas, eventos) e no envolvimento do líder com seus liderados. Quanto mais unidos estiverem, mais eles se sentiram estimulados à irem à célula.  

Promova sempre atividades que estimule os adolescentes a trazerem novos membros. Não há ninguém melhor que adolescente para levar outro à reunião. Use uma estratégia que funciona muito bem com os adolescentes que é a identificação com estilos, gostos, tribos, etc.

Não deixe de acompanhar de perto os adolescentes (visitas, bate papo, momentos de entrosamento juntos), eles irão sentir o cuidado e o preço que o líder está pagando por eles. E apesar de muitos deles gostarem de andar em grupo, eles também precisam de um bate papo a luz da palavra de Deus.

Se todo líder procurar seguir estas ideias e outras que o próprio Espírito Santo dá a cada um, com certeza o resultado disso será um pequeno grupo de adolescente solido constante, coeso, empolgante e com pessoas que têm uma base solida na fé e cheio da presença de Deus. 

Um comentário:

O que achou do tema? Comente!