24 de janeiro de 2017

Que fazes aqui?


Texto Básico: I Reis 19. 9B – 18

Contexto do texto:
§  No capitulo 18 versos 16 a 45 relata a história de Elias e os profetas de Baal no Monte Carmelo
§  E no capítulo 19 versos 1 a 9 parte A, relata a fuga de Elias para o deserto e depois para monte Horebe por causa do medo de ser morto e outros problemas que ele estava vivendo.

Introdução do texto:
§  No texto que lemos, Deus faz duas vezes a mesma pergunta para Elias: Que fazes aqui?
§  Essa pergunta que Deus faz, ela tem dois significados básicos no texto:
1-    Deus estava interessado em ouvir por parte de Elias o que estava acontecendo com ele. Verso 9B
2-    Deus estava querendo lembra-lo que ali não era o lugar dele. Verso 13B

Desenvolvimento:

1-    Deus estava interessado em ouvir por parte de Elias o que estava acontecendo com ele. Verso 9B, 10 e 11
§  Indica uma repreensão implícita, e ainda evoca confissão de nossos temores e sentimentos
§  As razões para a depressão de Elias inclui tristeza devido à apostasia de Israel (v. 18.18), profanação dos lugares sagrados e martírio dos profetas do Senhor (v. 18.13)
§  A queixa de Elias é de que ele está sozinho e eles (os numerosos israelitas, não apenas Acabe, 18.13, e Jezabe, 19.1)
§  O levante da natureza com ventos poderosos, terremotos, inundações ou tempestades está associado à ação de Deus em revelação e julgamento.
§  Cada um deles eram sinais amplamente conhecidos do julgamento sobre o pecado (SI 18.7, 12; Is 13.13; 29.6). Deus nem sempre fala tão claramente através destas manifestações como ele o faz através de sua palavra pessoal ao seu profeta.
§  Essa forma de Deus se manisfestar

2-    Deus estava querendo lembra-lo que ali não era o lugar dele. Versos 13B, 14, 15
§  Deus pergunta a Elias que fazes aqui? Essa pergunta Que fazes aqui ?', é sempre o chamado de Deus para o indivíduo reafirmar a sua posição, assim como aconteceu com Adão e Eva (v. Gn 3.9)
§  Uma nova tarefa para o profeta abatido. O mandamento do Senhor (disse) envolvia o retomo para a cena da ação. O Deserto de Damasco (mencionado nos textos de Qmram) não era tanto um lugar de refugio, mas como a Galiléia na vida de Jesus, um ponto de partida para as próximas tarefas que estavam associadas a Elias em virtude da ameaça de Arão contra Israel.
§  Volte a viver como Deus te escolheu



Nenhum comentário:

Postar um comentário