29 de março de 2018

Ansiedade, uma luta diária.



Uma das marcas que se percebe latente, em qualquer época na história da humanidade, são os desafios que cada povo enfrenta no tempo em que estão vivendo. E que cada crise ou luta são bem típicas daquele momento histórico.

Um ótimo exemplo do que foi dito acima, é o que acontecia nas décadas de 70,80 e 90. Era muito comum a falta de informação para as pessoas sobre determinados assuntos (doença, tecnologia, etc). Outro exemplo muito comum era quando as pessoas reclamavam que faltava rapidez nas coisas, diziam que tudo demorava horas, em alguns casos, dias ou meses para ser feito.

À partir dos anos 2000, as coisas mudaram muito. E o que se percebe de forma bem clara, é que atualmente vivemos o oposto, ou os extremos, da realidade vivida anteriormente. Cada dia que passa temos mais informações sobre os assuntos (Google é exemplo claro), agilidade e rapidez em tudo que queremos.  E assim caminha a humanidade, com seus extremos.

E uma das causas, desses extremos é a ansiedade. Pois antes vivíamos em muitas sociedades a total tranquilidade, como por exemplo, a vida no campo há alguns anos.  Diferentemente daquele tempo, vivemos de um mal hoje nas grandes cidades, que tem corroído nossas crianças, adolescentes, jovens, adultos. É a chamada ansiedade.

Qualquer um pode sofrer desse mal, independente de idade, classe social, posição, cargo. Ansiedade tem sido, sem dúvida nenhuma, um problema muito serio enfrentado em nossa sociedade. A Bíblia mesmo diz em PV 12.15ª:  “A ansiedade no coração do homem o abate”.

Mas o que é ansiedade?

Segundo o dicionário Aurélio, ansiedade significa: “Estado afetivo em que há o sentimento de insegurança”. Ansiedade é sofrer por antecipação. É o estado psíquico de apreensão ou medo devido a antecipação de uma situação desagradável ou mesmo perigosa, acompanhadas de sintomas somáticos de tensão.

Diante dessa identificação o que fazer para combater esse mal?

A primeira coisa que precisamos entender é que você não é o único que sofre desse mal. De forma geral, as pessoas lutam contra a ansiedade. Alguns em graus maiores e outros em níveis menores. Por isso, tenha em seu coração que você não o único.

A segunda atitude para combater esse mal é a oração. A Bíblia diz em Filipenses capitulo 4, versículo 6: “não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças apresentem seus pedidos a Deus”.

Outra postura importante é vigiar nossa mente e nossa língua (I Pe 5.8,9; Pv 18.20,21), pois é através daquilo que pensamos e falamos que muita coisa entra no nosso coração, e se transforma em ansiedade.

E por último, todos nós precisamos combater a ansiedade tendo uma atitude de fé diante das adversidades da vida (Fl 4.9, Sl 37.5). Ter uma postura de fé não é achar que não passamos por lutas e momentos de inquietações dentro de nós. Mas é saber que Deus tem o controle das nossas vidas e que Ele sabe o que é melhor para cada um de nós.

Portanto, diante desse entendimento, quero desafiá-lo(a) a começar a lutar diariamente contra ansiedade. Enfrente esse desafio todo dia, celebre cada dia como uma vitória. E encare a derrota de um dia como uma nova oportunidade para tentar de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou do tema? Comente!